De Segunda a Sexta-feira: 07:00 às 21:30 e Sábado: 09:00 às 13:00
 
 
HOME
NOSSO ESTÚDIO
AULAS
MASSAGENS
TERAPIAS NATURAIS
HORÁRIOS
BLOG
AGENDA
FALE CONOSCO
 
Ícone de menu
HOME
NOSSO ESTÚDIO
AULAS
MASSAGENS
TERAPIAS NATURAIS
HORÁRIOS
BLOG
AGENDA
FALE CONOSCO

Síndrome de Burnout e as terapias naturais

Já ouviu falar da Síndrome de Burnout? Se o estresse constante tem feito você se sentir sem motivação, impotente e no limite da exaustão, você pode estar a caminho dela.

Também conhecida como Síndrome do Esgotamento Profissional, é um estado de exaustão emocional, física e mental causado por estresse excessivo e prolongado.

Este ano, a Organização Mundial da Saúde (OMS) incluiu a Síndrome de Burnout na classificação internacional de doenças. Já era hora, afinal, de acordo com dados da Associação Internacional de Manejo do Estresse (ISMA), 72% da população brasileira sofre com estresse no trabalho. Destes, 32% tem Burnout.

Sim, a situação é séria e pode até desencadear um estado de depressão profunda. Saber identificar a doença logo nos primeiros sintomas é importante para buscar ajuda profissional.

Síndrome de Burnout e as terapias naturais: homem com as mãos na cabeça sob forte stress.

O que provoca a Síndrome de Burnout

Muitas vezes a fonte é o trabalho: excesso de demandas, prazos, pressão. Mas todos aqueles que se sentem sobrecarregados e subvalorizados correm o risco de se esgotar: não apenas o trabalhador sem férias há anos, mas também a mãe ou o pai cansados em casa cuidando de filhos e das tarefas domésticas.

Estilo de vida e traços de personalidade também têm sua parcela de influência. De fato, a maneira como você ocupa seu tempo livre e a forma como vê o mundo podem desempenhar um papel tão importante quanto o estresse causado pelas demandas do trabalho ou da casa.

Principais sintomas da Síndrome de Burnout

É normal sentir desânimo e sobrecarga alguns dias, quando sair da cama parece exigir um esforço hercúleo. O problema é se você se sente assim na maior parte do tempo: pode ser um sinal de Síndrome de Burnout.

Cansaço excessivo, tanto físico quanto mental, dificuldade em se concentrar, sentimentos negativos de fracasso, incompetência, desesperança, humor oscilante, insônia. O processo é gradual, não acontece da noite para o dia. No princípio, os sinais são sutis, mas vão piorando com o passar do tempo.

Ela também causa impactos na saúde no longo prazo, com dores de cabeça e musculares, problemas gastrointestinais, pressão alta e até alteração dos batimentos cardíacos. Por isso, é importante prestar atenção em você e no seu corpo para conseguir reverter o quadro e evitar o esgotamento.

Como tratar

O diagnóstico da Síndrome de Burnout é feito por um psicólogo ou psiquiatra e, por isso, é de extrema importância buscar ajuda profissional assim que identificar os primeiros sintomas.

O problema é que muita gente acaba deixando de lado por achar que não é tão grave, é só um estresse comum e a situação vai piorando. A naturalização das desordens de saúde mental, infelizmente, faz parte da nossa sociedade. Nesse ponto, é fundamental começarmos a ouvir a nós mesmos e respeitarmos o que sentimos.

Procure amigos e familiares. O contato social é muito importante nesses casos e conversar cara a cara com um bom ouvinte é uma das maneiras mais rápidas de acalmar o sistema nervoso e aliviar o estresse.

É também importante mudar hábitos e estilo de vida. Ter uma vida focada apenas em trabalho, sem atividades físicas e se alimentando mal é uma péssima combinação. Inclua um exercício na rotina: yoga, pilates, corrida, natação ou dança. Encontre a atividade que te proporciona prazer e vá fundo.

A movimentação do corpo é uma maneira extremamente eficaz de melhorar o humor, aumentar a energia, aprimorar o foco e relaxar a mente e o corpo.

E quando estiver fazendo uma atividade física, concentre-se ao máximo naquele momento, observe o seu corpo, viva suas sensações. Deixe os problemas, responsabilidades e demandas de lado.

Terapias naturais

Acrescentar um momento para as terapias naturais na sua rotina também pode ajudar. Com uma abordagem que prioriza a pessoa e seu reequilíbrio de maneira integrada, elas representam um ganho na qualidade de vida.

Ninguém aguenta viver em estado de tensão permanente, por isso é preciso separar um tempo para relaxar: yoga, meditação, respiração profunda, aromaterapia, reiki, shiatsu, acupuntura, thetahealing, barra de access.

Síndrome de Burnout e as terapias naturais: homem se preparando para fazer yoga.

Todas elas ativam a resposta de relaxamento do corpo, um estado de descanso que é o oposto da resposta ao estresse. A melhor forma de prevenir a Síndrome do Burnout é se observar com carinho, mudar hábitos, ter consciência dos seus limites e tempo para se cuidar. É possível aliar trabalho e qualidade de vida e tudo diferente disso está errado.

Não é normal viver estressado, sem descanso, sem lazer. O normal é equilibrar corpo e mente para uma vida mais plena e feliz. Conte com a estrutura e os profissionais do Estúdio Essência Yoga.


Gostou da matéria?

Compartilhe com seus contatos!


Facebook do Essência Yoga Instagram do Essência Yoga LinkedIn do Essência Yoga Twitter do Essência Yoga


Essência Yoga | Yoga e Massoterapia © 2016 | Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Linking Sites

Whatsapp